Como calcular a margem de lucro dos produtos

por Ziann 22/02/2018

Convenhamos que matemática está longe de ser uma paixão nacional. Porém, quem tem um negócio e vende produtos ou serviços, não tem como escapar de alguns cálculos. A saúde financeira da empresa depende de um bom controle de caixa, e isso inclui conhecimento sobre as despesas, os impostos, os custos do negócio e, claro, o lucro. De modo geral, toda empresa visa o lucro e, para apurarmos a lucratividade de um determinado produto corretamente, devemos saber como calcular o preço de venda. Você, lojista, sabe o que levar em conta neste cálculo? Será que está vendendo seus produtos numa boa margem de lucro? Saiba aqui.

Definição de margem de lucro

De forma básica, o lucro é a diferença entre o faturamento obtido com as vendas de um produto (ou serviço) e os custos e despesas que se teve com ele. Ou seja, o lucro é o que sobra das vendas, menos o custo das mercadorias vendidas, menos as despesas variáveis e menos as despesas fixas, inclusive o pró-labore.

Isso quer dizer que não basta pensar apenas nos custos para fabricação do produto (ou custo de compra de determinado produto para revenda) e adicionar a margem de lucro. Além desse custo, é necessário abater também:

  • Impostos sobre faturamento;
  • Tributação e encargos sobre folha;
  • Aluguel ou manutenção da sede;
  • Telefone, água, luz, internet, etc.;
  • Despesas com pessoal administrativo, entre outros.

Em outras palavras, o lucro líquido de um serviço ou de um produto é obtido a partir do lucro bruto (que só abate o custo), menos tributação e despesas fixas e variáveis.

Formação de preço de vendas

Para determinar o que deve sobrar para sua empresa no final das vendas, é necessário primeiro entender os conceitos de lucro, custos e despesas e, a partir daí, traçar sua meta de remuneração do capital investido, ou seja, o seu “lucro” propriamente dito.

Esse cálculo tem por base a abrangência e cobertura de todos os custos da empresa e ainda a geração do lucro desejado. Assim, a partir da venda de qualquer produto você estará tirando os custos ligados à empresa: custo fixo, custo variável ou não operacional e, ainda, o lucro.

É importante frisar que você só será capaz de efetuar um cálculo correto se possuir um bom controle de suas contas. Ou seja, é preciso que você saiba exatamente os custos que sua empresa tem para permanecer funcionando.

Entendendo melhor cada conceito:

Custos – Um custo é quanto a sua empresa gasta para produzir o que será oferecido aos clientes ou quando um produto que você está revendendo custou de forma bruta.

Despesas – Uma despesa é quanto a sua empresa gasta para vender um serviço ou produto e, assim, gerar receitas. Basicamente o que você gasta para manter a empresa aberta e atendendo o público (como salário de funcionários, impostos, contas fixas e contas variáveis).

Lucro – É o retorno que a sua empresa terá ao vender um produto ou serviço. O lucro é o dinheiro que irá financiar o crescimento do negócio. Importante: Não confunda o lucro com o salário do dono do negócio!

Ziann

Como calcular?

– Custo

Caso você realize compra e venda de produtos prontos – que é o mais comum para lojas de vestuário – o valor gasto para aquisição do mesmo é o “valor básico” em cima do qual faremos os demais cálculos, que chamamos anteriormente de custo.

Vamos supor que você compre camisetas prontas, então seu custo por produto será o valor gasto para adquirir as mesmas. Importante salientar que é o custo total, não só o preço da camiseta em si. Se você tem algum gasto com transporte, por exemplo, este deve fazer parte do cálculo. Assim, se você compra 10 camisetas por R$100,00 e gasta R$ 20,00 com transporte, o custo total é de R$ 120,00, como foram 10 camisetas, o custo por unidade é de R$ 12,00.

– Despesas

Além do custo por produto, você tem outras despesas indiretamente envolvidas no processo de compra ou produção. É preciso saber quanto essas despesas fixas devem influir no preço de cada produto. Fica mais fácil estimando as despesas fixas para um determinado período.

Por exemplo, pegue suas despesas mensais como água, luz, telefone, internet, aluguel, salários, etc. dos últimos 12 meses. Pegue também o total obtido com vendas nos últimos 12 meses. Então divida as despesas pelas vendas e multiplique por 100. O resultado é o percentual que cada venda deve contribuir para abatimento das despesas fixas.

Exemplo: Se nos últimos 12 meses você teve R$10.000,00 de despesas fixas e R$ 50.000,00 de vendas, o cálculo fica assim: (10.000,00/50.000,00)×100 = 20%.

Se você não tem os dados de 12 meses, pode fazer com 6 meses ou mesmo 1 mês. Desde que use o mesmo período para vendas e despesas.

– Margem de lucro

ZiannAté agora temos em mãos o custo específico por produto e o percentual do quanto cada venda deve abater das despesas. Assim, já podemos definir a margem de lucro.

Vale lembrar que a margem de lucro é calculada por produto, ou seja, se você vende diversos tipos de mercadorias, pode calcular uma margem de lucro específica para cada um deles. Mas é muito importante, contudo, que você defina uma margem de lucro mínima! Vamos trabalhar, neste exemplo, com 15%.

Calculando o preço de venda

Com todos os dados disponíveis, calculamos o valor de venda da seguinte maneira (valores meramente ilustrativos):

  • Custo total por produto: R$10,00
  • Percentual das despesas: 20%
  • Margem de Lucro desejada: 15% (aqui você deve saber qual é a média que outras empresas do mesmo segmento que o seu usam no mercado.No caso do vestuário, a margem costuma ser maior que 15%)

O resultado de 10,00 + 20% + 15% é o preço mínimo para venda.

Mas como calcular exatamente? Se você pensou em somar 10+35% de 10, está equivocado. Deve0se fazer uma equação que, nesse caso, servirá de fórmula do preço de venda.

O preço de venda (PV) equivale a 100% do que você quer, certo? 10+20%+15% dará o preço de venda, então monta-se a equação da seguinte maneira:

100% (PV) = 10 + 20% + 15% (realiza-se a soma dos %)
100% (PV) = 10 + 35% (passamos a % para o outro lado com o sinal invertido)
100%(PV) – 35% = 10 (realizamos o cálculo da %)
65% = 10 (dividimos e achamos a %)
PV= 10/65%
PV = 0,1538 (multiplicamos por 100 e achamos o preço de venda)
PV = 0,1538 x 100 = R$ 15,38

Ou seja, R$ 15,38 é o PREÇO MÍNIMO que você deve vender a sua mercadoria para abater o custo de compras, as despesas com a empresa e obter a margem mínima de lucro desejada. Com esse cálculo, você tem noção de até pode permitir um desconto e quando começa a ter prejuízo. Percebe como é importante ter o controle dos custos e despesas do seu negócio? É muito comum que empresas só adicionem uma percentagem de lucro em cima do custo da peça e esqueçam das outras despesas. Com isso, muitas acabam tendo prejuízos pois se quer abatem os custos necessários para o funcionamento do negócio.